We've updated our Terms of Use. You can review the changes here.

LADO A​-​B​-​C

by KARTAS

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    Purchasable with gift card

      $7 USD  or more

     

1.
EmancipaDOS Passos uterinos cosmic espace s paços em direção ao emancipadU um pó de medo é deixado em rastro um passo além do outro para além do desconforto estamos em uma redoma estéril sem organismos e sentidos nÚ medo de vida morte vivida em meio ao colapso tiroteios de cegos zumbis para os merecidos méritos conquistados envolto da roupa pixada sem graça tentando um ESPAcO tropeçando no rastro sem coragem medo edo cedo umbigos fingindo descontruindo ruídos em pose Star pertencendo a grupos antigos cheio de ismos querendo se ocupar por dentro só destroços IN Ego maltratado riscando o espaço com sangue em sorriso constante fingindo giz Eu moro e percebo o … alheio cheio de plástico descartado educado a pertencer preso na gola rolê em \_/ imaginados na ilusão do padrão enforcado no laço fofocando o emancipado aquele que viu estrelas nu cosmuS e o INguliu em estado presente construído para aquele que abandonou o posto o almoço e de coragem se fez estrela nú Útero molhado. mm
2.
“”UM N-Ovo ____0__________________________0 No sistema ______)(________________________ DirecionadU EncapadU EnroladU ConfiguradU ArrematadU ColadU ReprogramadU EstruturadU em sólido concreto Com enfeite Sintético MisturadU às cores do céu InsistindU no aparente Mundo n-ovo E de n-ovo Se conecta Se retoca _____________Se entrelaça SugerindU o natural InsistindU na terra _____________QuerendU mais verde Em branco _______deleite Para construir ConfortO Sem muito esforçO ControlandU o caos RenascendU a morte ____________DescascandU a sorte ReinventandU a vida Em téias de algodão ImitandU o óbvio ConduzindU O universo Ao belo ImágináriO FriO _________AliadO Da __terra em decoM”” mm
3.
Ardência NA pré explosão Superfície ardida cheia de maldição Externando o inteiro em partes A flor da pele com vermelhidão Meu corpo foi sucumbido pelo envolto aéreo moro sobre a superfície vivendo - A crescer esticAr e ser por dentro sou metade em corpo um inteiro envolto de mim E de vc PARA todos genes IN seus pertences NA fusão sou inteiramente o cosmos em evolução não me pertenço não pertenço ao estado não pertenço ao espaço não pertenço ao tempo PARA SER ciclo imediato em erupção mm
4.
Hipoglicemia Senhores e senhoras carboIdratos Instantâneos prazeres que nos torna viril sem Informação destrói neurônios testosteronas corpos e bermudas vestidos de pudor tradição ilustrada deteriorada e ainda usada para sufocar os corações expansivos gulosos por sabores do pé ao pé da letra os carboidratos engordam as artérias imundas confundem os glóbulos entram na veia e se transformam em cristal neutralizando a vida nova que floresce em todas as condições rendas e rendamentos sentidos s aflitos em algodão para desinibir com ardor toda dor vermelha febril numa mordida de fome NAOSODEPAO… mm
5.
um extenso vácuo encara minhas pálpebras com defeito de percepção Veja! Um delicado pedaço contém a energia vibrante de um todo em contração nU Inteiro participam todos os detalhes reunidos em um só ponto variados inteiros infinitos nu detalhe de um Uma máxima energética de menor partícula. Uma máxima energética sem tamanhos Sem medidas e estatísticas. INpésDalém mm
6.
um corpo macio D cheiro - não mais seu um cheiro distribuído dentro não sei me ver me vejo como algo que embOla me veem nos derretidos mares que inUndam a doçura escrevo meus demônios do sol onde? longe o pôr do mesmo consegue entender a fúria rasgando o lençol perfumado Percebe que no presente tem um passado lembrança do futuro sonhado com U tempo o presente se torna futuro fusão de Unidade Para us ciclos u início está repleto de fim u percurso leve se evapora semmeionenhum mm
7.
:: permanecer consciente concentre MI nU momento uivei a luz da sombra e fiz manobras a gaguejar eu estou aqui e minha cabeça pensa e meus sentidos paralisam no extenso azUl entre quatro paredes quero materializar um pensamento que é quase névoa ou sendo névoa tendo abstrações não materiais em demasiado circulando na corrente sangÜinea NÃO ME OUVIRÃO NÃO MI ENGULIRÃO NÃO TROPEÇARÃO sou uma sombra de muitas sombras e um clarão INvisível escondidU para decompor nos montes nevOando U amanhecer mm
8.
zins 01:59
zins
9.
Se eu fosse menos não seria Ämor Fervo nu olho A sensibilidade gritA VC eh paisagem fresca Eu desconcerto o mundo assusto Sou carne e chão. VC sorri Sou uma fúria de amor Um cérebro desconcertado Um ser humano mulher De grito desabafado VC é charme Eu sou esquizofrênica de vibração Um temporal UmA corrida da fome UMA conexão com o horizonte Sinto a fumaça queimar meus olhos E o fogo cobrir os corpos Que D longe ardeM VC é observação. Eu sou paixão VC é meio Eu sou inteira VC é bom Eu sou louca VC é entupido Eu sou histérica VC é crítico Eu sou dor VC tédio Eu sou cansaço VC conforto. Eu estou flutuandO na chaminê VC está soprando… mm
10.
catarses 02:30
Catarses Abrasas Suculentas entradas Refletem o túnel Do meu inconsciente Pré-histórico Exalando um consciente primitivo Meu estômago produz bolhas Vazios flutuantes Sensíveis ao sopro De um espinho Me tiraram a liberdade antes de nascer Eu grito através du espelho para os bons moços presos no coronelismos dos seus pais Na juventude que rejuvenesce com a experiência e vive com princípios coloniais A luta que fere o peito contra os muros De pedra crescente Impulsiona a vontade de empilhá- las A entrada pelos buracos invisíveis percebidas nÚ caminho Levam para U infinito visual Do tamanho do mar Que te molhaA mm
11.
girafas 03:24
vocês não param de dizer na minha cabeça sobre todo o medo que eu não deveria ter o medo foi engaiolado no dna mãe os corpos estão de direcionando consigo sentir os fios aveludados vibra-los presos no ar e então o mundo gira, gire, gires, girafas pescoço, pé, alça os suores envergonham minha vontade de soltar os outros do passado no círculo presente para entender o universo sequencial fonte ah, fonte fon te vocês não param gira, gire, gires, girafas fonte ah, fonte fon te entender o universo sequencial fonte ah, fonte fon te gira, gire, gires, girafas pescoço, pé, alça fonte ah, fonte fon te fonte ah, fonte fon te gira, gire, girafas fonte ah, fonte fon te mm
12.
Eu queria ser um peixe de rabo De olho que se infiltra no ventre que me criOU E que consiga decifrar toda a imaginação que me concebEU Que dissolveria as linguagens Que ressoaria meu totem Vibraria meu signo Dançaria meu Ütero E assim me entenderia Como criatura Que pode girar Ü mundo Sendo inteiramente Aquilo que me pariÜ E alcançaria as estrelas Para delas chover coragem Para toda a humanidade Que ainda não se dEÜ A oportunidade de ser verdadeiramente Seu. Para enfim brotar de uma terra fÉrtil uma nÃO-linguagem que entranhe o Ämor Que ninguém entendEU mm

about

LADO A | 2015 | 01-04
LADO B | 2015 | 05-08
LADO C | 2017 | 09-12

mm - voz
zozio - bateria, guitarra, metalofone, circuito k7, violões, voz e outros

todas as letras por mm
todas as músicas por zozio

produzido, gravado, mixado e masterizado por zozio no INteliê (Serra das Araras/RJ)

arte por mm e zozio
voz da Luna e Cora em "aquilo que me pariu"


disponível em zine ($10) e fita cassete ($15) | intelieciclos@gmail.com

credits

released February 20, 2018

license

all rights reserved

tags

about

KARTAS RJ, Brazil

kartas.kartas.kartas@gmail.com

@kartas.kartas.kartas

contact / help

Contact KARTAS

Streaming and
Download help

Report this album or account

If you like KARTAS, you may also like: